16.3.10

Volta

Já já mando notícias mais decentes.
Voltei exausta, depois de horas de atraso, por causa dos temporais aí e aqui. 
Saí em dezembro e já é março. 
Botando a vida besta em dia. 
Fazendo supermercado, feira. Respondendo as mensagens sempre atrasados. 
Sentindo saudade do marido, que agora viaja. 
E beijando muito a filha.
Pensando que tenho muita coisa pra fazer. 
Não fazendo nada e indo ao cinema no meio da tarde. 
Conversando com amigo sobre o feminino e a delicadeza. 
Admirando as galinhas. 
Achando muito elegante ser desajeitado. 
Revendo algumas fotos 3 por 4.
Querendo ler mais poesia.
O olhar, renovado.
É isso que faz a gente seguir adiante.

4 comentários:

untitled disse...

Que bom tê-la de volta, querida. Estava com saudades!

Poesia... ah poesia...nas entranhas, nos sonhos, nas loucuras, nos desatinos, no olhar... no coração que cala e escuta.

"E se você dormisse? E se você sonhasse?
E se, em seu sonho, você fosse ao paraiso,
e lá conhecesse uma flor bela e estranha?
E se, ao despertar, você tivesse a flor entre as mãos?
Ah, e então?"

Samuel Coleridge

Luciana disse...

Bom poder ficar perto Lud, assim. Que bom voce escrever, que bom ler

Scult disse...

.....

Scult disse...

...